O medo

| sábado, 30 de outubro de 2010 | |
Você entrou aqui para sentir medo, não é?
Não tem medo do que postamos aqui? Então, você tem medo de que?
Vamos falar sobre medo. Essa palavra que muitos dizem nem saber o que é por que nunca teve medo de nada. Todos temos medo, o difícil é identificá-los.
Quem nunca teve medo de ser assaltado por um cara com aparência marginal que acaba de passar por você? Isso é bem provável. Ter medo é algo normal, natural. O medo, receio, já te livrou de muita coisa ruim. Se você não tivesse medo de sair naquele dia, você poderia ter partido dessa pra melhor... Ou pior.
Pois bem, sabemos que o medo é normal, mas às vezes, podemos ter medo em exagero. E isso já é uma doença, pois te impede de ter uma vida normal, aí entram as fobias.
Fobia é um medo exagerado de alguma coisa, já é um medo irracional. Na minha humilde opinião, a maioria das fobias são muito improváveis... Como por exemplo, a hexacosioihexecontahexafobia, pode fingir que conseguiu ler a palavra... rs. Bom, esse palavrão é uma fobia estranha, que é um temor irracional do número 666... Ainda tem mais, como Anatidaefobia, medo de ser perseguido por patos... Dendrofobia (acho que nunca terei isso), medo de árvores... Estupofobia (essa é boa), medo de pessoas estúpidas... Gamofobia, medo de casar (talvez eu tenha rsrsr)... etc, etc.
Busque sempre se conhecer melhor, assim você saberá identificar melhor seus defeitos qualidades e medos. :]




1 comentários:

Anônimo Says:
30 de outubro de 2010 06:23

Conheco muitos que tem Gamofobia *-----*

Postar um comentário

Antes de comentar leia.

-Não será tolerado palavrões, todo tipo de gore é válido, mas palavras de baixo calão, por favor né.

-Não será tolerado divulgações de sites com conteúdo improprio, com exceção de sites que façam você vomitar.

-Apenas faça comentários relacionados as postagens, ofensas direcionadas à minha mãe, me mande um e-mail.

Caso quebre alguma dessas regras,seu comentário sera excluido,e você irá acordar dentro de um banheiro acorrentado tendo que cortar a própria perna.